terça-feira, junho 21, 2005

Hei, gente!!!..God Dag!!!...hoje parece que nao vai chover "muito"...hahaha..penso ate em dar um tur ao centro e tentar encontrar minha amiga virtual Francilene antes que ela embarque para o Brasil...e assim o Daniel pode brincar um pouco la no centro com as pombinhas, que ele adora!!!
X
Nao sei se contei mas quando minha irma esteve aqui no natal, ela ganhou um pc novinho do Frode...todo moderno e tal...copiamos "zilhoes" de musicas, filmes e fotos da familia para ela nesse novo computador...instalei os programas que geralmente ela usa e deixamos prontinho para ela chegar no Brasi, so instalar a maquina e usa-la...resumindo, como ela nao "manja" nada de computador ligou para o tecnico que usualmente vai em casa para socorre-la nos momentos de crise...o tecnico esteve la 3 vezes e nao conseguiu por a maquina para funcionar...disse que a tela era antiga e nao suportava o "poder" da nova maquina????...hummm...meu marido achou estranhissimo...nunca ouvimos falar disso...e no final ficou decidido, apos varias tentativas, que ela deveria comprar uma nova tela e assim ele viria instalar o novo pc...e assim se passaram praticamente 6 meses...
x
Assim, para surpresa geral da nacao, na sexta feira quando minha irma chegou do trabalho o novo pc estava no lugar e prontinho para usar...so faltava a senha para conectar a internet...e quem fez o milagre???...meu filho Christian....podeeeee???....ou esse tecnico nao entende "patafina" de nada ou ele estava em um dia "ruim"....pois nao tem explicacao....ou talvez queria so ganhar um dinheirinho facil...vai saber-se la, ne!!!....sao misterios, que ninguem explica...hehehe
x
x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x
x
Hoje transcrevo para vcs um texto com dados de 2002, sobre as diferencas entre sexos nos setores de trabalho noruegueses...apos 2002 muita coisa ja mudou e a tendencia e melhorar cada vez mais quando o assunto se refere a igualdade entre sexos no trabalho...as mulheres tem alcancado mais e mais direitos e entre eles o de estar em casa com seus bebes apos o parto, durante um periodo de ate 1 ano...tendo direito a retornar ao seu antigo servico sem problema algum...os papais tb alcancaram maiores direitos (Licenca Paternidade) de estarem com seus bebes em casa, caso seja necessario ou por vontade propria....
X
Distribuição entre sexos na educação e mão-de-obra na Noruega....

A participação das mulheres no mercado de trabalho norueguês está entre as mais elevadas da Europa. Segundo os dados mais recentes (2002), 77,7% de todas as mulheres entre os 25 e os 66 anos de idade fazem parte da mão-de-obra, ao passo que a percentagem de homens é de 86,3%. Desde os anos oitenta que as mulheres estão em maioria no ensino superior. Cerca de 60% de todos os alunos nas universidades e faculdades norueguesas são mulheres, e há mais mulheres do que homens a concluir um curso superior de quatro anos. Em 2000, as mulheres constituíam aproximadamente um terço de todos os doutorados.
x
As mulheres com filhos pequenos estão também fortemente representadas na mão-de-obra. Em 1965, nove em cada dez mães com filhos pequenos eram donas-de-casa. Atualmente, a situação tornou-se quase o inverso devido ao surgimento de um forte sistema de segurança social e uma política explícita destinada a ajudar os homens e as mulheres a reconciliar as exigências familiares com a vida laboral. Neste contexto, são particularmente importantes os sistemas de jardins-de-infância financiados pelo estado e a licença parental (incluindo a quota de paternidade). Esta última proporciona aos pais de recém-nascidos uma licença remunerada de aproximadamente um ano.
x
Quarenta por cento de todas as mulheres empregadas trabalham a tempo parcial, em oposição a somente 11% dos homens. O número médio de horas de trabalho pago por semana é de 30,4 horas para as mulheres em comparação com 38,4 horas para os homens. A Noruega continua a lidar com os problemas de um fosso entre os salários pagos a homens e mulheres, tendendo ainda os salários a ser mais baixos em setores dominados por empregadas do sexo feminino.
x
O mercado de trabalho norueguês pode ser descrito como de certo modo segregado entre sexos. Quase metade de todas as empregadas trabalha no sector público, constituindo as mulheres 67,5% de todos os empregados deste setor. No setor da saúde e dos assuntos sociais, que é principalmente composto por serviços públicos, 83% dos funcionários são mulheres. Nos setores tipicamente privados como a construção civil e a actividade empresarial, apenas 8% dos empregados são mulheres ( dados do ano de 2001). As mulheres constituem 80% dos funcionários autárquicos.
x
A ausência geral de mulheres em posições de tomada de decisões, tanto no setor privado como público, continua a ser uma questão de preocupação nacional O número de mulheres que fazem parte das direções de empresas e que se encontram em posições administrativas de topo no setor privado continua a ser baixo e demonstra sinais de estagnação. As mulheres constituem apenas 7,4% dos gestores de topo em empresas privadas e 11% dos gestores de nível médio (dados de 2001). As mulheres continuam a estar sub-representadas na indústria da TIC, enquanto professoras de disciplinas tecnológicas a todos os níveis e enquanto chefes de redação de jornais e outros meios de comunicação.
x
A proporção de mulheres em posições de chefia no sector público é um pouco superior. Trinta e seis por cento dos gestores de topo na administração estatal central são mulheres, ao passo que o número correspondente na administração local é de 25%.
x
x
Todos os dados são de 2002 .
Texto da autoria do Ministério para as Crianças e os Assuntos da Família da Noruega


Nenhum comentário: